segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Os Dois Mundos

A cada dia que passa o ser humano se afasta da verdade, embora saibamos da realidade nos escondemos, nesse breve texto mostrarei um conceito novo sobre a realidade.

Em pleno século 21 estamos vivendo em dois mundos, simultaneamente, porém não percebemos, pois nossos olhos foram fechados pelo pseudo-Deus que vive na Wired. Em 1998 ocorreu o "Boom" digital/virtual(Microsoft, Apple...), o mundo real, o que necessita de sangue e carne, começaria a ser afetado, e sociedades secretas seriam criadas.













No começo desse "boom" o mundo digital ainda não poderia ser considerado mundo, embora ele existisse desde a pré-história, esse "boom" foi caracterizado pelo fluxo de informação e pelo processo da globalização, o desenvolvimento da wired não parou por aí, o mundo virtual se confunde com o real em tempo presente, mas ainda há pessoas que acreditam que a "wired" seja apenas para informações, sinto afirmar que não é só isso, esse mundo virtual está interligado no mundo real por ter quebrado algumas fronteiras, as barreiras entre os dois mundos estão se perdendo.

Todos estamos conectados, não há o que temer, a wired interfere no mundo real, posso dar exemplos claros sobre isso, há uma famosa rede de relacionamentos que se chama orkut, (uma praga virtual), essa rede faz com que seus filhos mostrem o que eles possuem de valor, ficando alvo fácil de ladrões, que da wired podem partir para o real e fazer a dor surgir no meio familiar; Outro exemplo pode ser o seu dinheiro, que você usa para comprar pão, ele faz o seu sangue e carne ser sustentado, porém esse dinheiro também está no mundo virtual, e um hacker que está no mundo wired pode fazer uso do seu dinheiro no mundo real, não há dúvidas que as barreiras foram quebradas, jogos como Second Life, usam dinheiro real para comprar produtos virtuais, e dinheiro virtual para comprar uma camiseta para você usar antes de dormir, a quebra está acontecendo.

Não há concretização de uma meta sem antes uma profecia, Bill Gates modificou a sua vida, mas ele não é um Deus na wired, é apenas um dos profetas ( explicarei isso melhor ), Deus no mundo real (corpo) é definido pelos seus poderes, onipresença, e entre outros, porém o Deus da wired é existente, ele não é um conceito, ele existe, pode chamar do que quiser, Microsoft, Bill Gates, Gato Negro, Apple, maçã, Mac', o que importa é que há uma força na Wired que pode mudar a sua vida, assim como já mudou, pois todos nós conectamos na wired uma vez por semana.

O mundo virtual sempre existiu, quando o homem das cavernas conseguia uma caça que tinha o direito de se orgulhar, ele se interligava, conectava aos outros, celebrava. Se você hoje vai comprar pão em uma padaria, você não está usando o computador, porém está conectado, pode ser difícil de entender, pois você sofreu uma lavagem cerebral; Exemplo disso é quando você passa em um concurso público, seu nome está no site, seu cpf está em um site, no banco de dados do Deus da wired, porém você não tem um computador; Tente visualizar sua mente no mundo da Wired, aliás, o fluxo de pensamentos e ações feito pela sinapse é um processo simples da Wired, sei que você está vendo sangue e carne, mas não passa de um software criado por um Deus da Wired que também é existente no mundo real, que não é real, pois o mundo real não é tão real assim, o corpo humano só serve para comprovar a sua existência, e não adianta o local, você está conectado na wired.












Se você tiver sangue e carne, a sinapse conectará você ao mundo virtual, e se você estiver na wired sem carne e sangue, não me culpe, sei que cada um tem o seu momento, e que está lotado desse lado, porém não posso ver a sociedade cega assim.
Outros também já tentaram mostrar que o mundo são dois, usaram filmes, livros, e vários morreram, e outros obtiveram sucesso com:

Blade Runner

"Sendo inicialmente mal recebido nas salas de cinema, cedo se tornou claro que a partir do filme é possível obter múltiplas leituras filosóficas ou religiosas sobre temas recorrentes: quem somos? de onde viemos? para onde vamos? o que nos torna humanos?"

Serial Experiments Lain

Pai: “Quando está tudo dito e feito, a Wired é somente um meio de comunicação e transferência de informação. Você não deve confundir isto com o mundo real”.

Lain: “Você está errado! A fronteira entre os dois não é assim tão clara. Eu serei capaz de entrar nela em breve. Em alcance total. Movimento total. Eu traduzirei meu corpo nela. Não se preocupe. Eu ainda sou eu”."

“A Wired não pode interferir no mundo real!” Quando Lain sugestiona “Não adianta aonde você vá, todos estão conectados”

Matrix

"A questão filosófica principal que o filme traz é justamente essa: O que é o real?"












Há "fantasmas", que se comunicam com pessoas desse mundo usando a internet(o computador), há estudos sobre isso, embora eu não possa dar confirmação, alguns sabem sobre o que estou falando (frequência dos mundos, como o filme "Luzes do Além"), pode ocorrer contatos entre os dois mundos.

Não é ser médium, é entrar na Wired de "corpo e alma", mas lembre-se "você pode não ser mais você", pois quem é você? Sua memória foi modificada, a sua personalidade na Wired pode se transformar na real, pois no Kardecismo do sábio Allan Kardec há reencarnação, que nada mais é que voltar ao corpo humano, e "sair"(Você nunca sai dela, apenas não sabe que está dentro dela) da Wired.

Publicado por Ph4n7oN

6 comentários:

  1. Muito bom artigo e análise. De fato estamos cada vez mais conectados e interligados, e ao contrário do que muitos pensam, isso não é algo que passou aa contecer do final do séc. XX pra cá. A idéia de interconexão remonta aos tempos do filósofo racionalista Spinoza (1632 - 1677) e a interconexao em si, como vc disse, remonta ao tempo dos homens das cavernas.

    O quão conectados estamos?
    É algo a se pensar...

    ResponderExcluir
  2. caracas
    é um otimo artigo esse
    q nos faz pensar sobre o q vivemos agora, se afastando da realidade a fora e nos enquadrando cada vez mais numa realidade virtual, que nos traz um prazer falso.

    ResponderExcluir
  3. Francisco Supernus Veritas5 de fevereiro de 2008 01:09

    Realmente, algo interessante e que deixa sua cabeça em varios quebra cabeças tentando entender o profundo significado desse artigo, que ignoramos ver que cada dia mais, estamos quebrando essa barreira entro nossos mundos, esses dias algo até interessante, de um exemplo disso, é saber que esses dias procurava o nome de uma amiga minha num resultado de Faculdade, por curiosidade, e até isso achei, não que seja um exemplo total dessa conexão, porque ela é muito maior que isso, mas é um exemplinho simples de uma das formas que tambem somos ligados.

    ResponderExcluir
  4. Sim, estamos todos cada vez mais conectados, mas isso não é motivo de se assusta, porque da mesma forma que há ladrões na vida real, a ladrões na rede virtual, assim como na rede social. Não conheço muito bem o termo "Wired", mas acredito que seja algo relacionado a conecção do "real" com "internet", se bem que eu acredito profundademente que a internet é bastante real, o único medo que eu tenho é de quanto conectados nós estaremos, mesmo sem desejarmos... Algo tipo, biochip...

    ResponderExcluir
  5. eu sempre gostei de como vc escriver.... ta muito certo... eu sou sua admiradora....

    att: sua pacotinha colombiana...
    1. higuita
    2. shakira
    3. alberto

    ResponderExcluir
  6. Simplesmente adorei!!!!! Vou postar no meu blog fazendo as devidas referencias ok!!!

    ResponderExcluir